Cada Um Dará Conta de Si Mesmo a Deus!

De Gênesis a Apocalipse, Deus deixa bem claro que a responsabilidade individual supera a responsabilidade coletiva. Ou seja, um indivíduo não pode culpar uma sociedade por seus erros e defeitos. Assim também, não podemos culpar a nossa família ou a nossa igreja pelos nossos fracassos. No final das contas, a escolha é sempre de cada um de nós: “De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus” (Romanos 14:12).

Assim como a salvação da alma não é coletiva, mas particular, a nossa transformação também precisa ser pessoal. Esperar que outros sejam transformados antes de nós, além de ser improdutivo, não nos isenta de responsabilidade. Casamentos estão se desmoronando e igrejas estão se enfraquecendo porque, assim como muitos políticos, estamos querendo mudar a sociedade ao invés de mudar o indivíduo. Desde Adão e Eva até os dias de hoje, são as nossas decisões pessoais que abalam a sociedade em que vivemos e não as decisões da sociedade que nos abalam.

O Imperador Nero tentou esconder as suas falhas pessoais atrás do movimento cristão, culpando todos os problemas socioeconômicos de Roma em cima do povo de Deus. Além de degolar o Apóstolo Paulo, ele ateou fogo na própria cidade e acusou os seguidores de Cristo. É mais fácil culpar um todo do que a si mesmo quando o nosso mundo está agitado, mas, enquanto isso, são as nossas escolhas que determinam o nosso presente e o nosso futuro.

Não seja um político em busca de mudanças sociais, mas um filho de Deus em busca de mais amor e santidade. A melhoria sempre começa por cada um de nós. Maranata!