Maturidade Cristã

MATURIDADE CRISTÃ

 

        A Bíblia fala sobre a mente de Cristo e daquelas pessoas que conseguem alcançá-la: “Porque, quem conheceu a mente do Senhor, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo” (I Coríntios 2:16). Porém, possuir a mente de Cristo não significa necessariamente usá-la. Muitos filhos de Deus estão tomando decisões erradas por falta de sabedoria ainda que tenham conhecimento da Palavra Escrita de Deus.

        Pedro, por exemplo, se envolveu em uma situação muito perigosa ao tentar agradar os judeus e os gentios ao mesmo tempo. Se não fosse pela intervenção do Apóstolo Paulo, Pedro teria dividido e enfraquecido a Igreja de Cristo já no seu primeiro século de existência e até hoje nós não saberíamos o modus operandi da salvação. Pedro possuía a mente de Cristo, mas, devido à sua carnalidade, ele usou a sua própria sabedoria para se dar bem com dois grupos antagônicos. No caso dele, possuir a mente de Cristo lhe ajudou a reconhecer o erro, mas não foi suficiente para evitar o erro. Assim também, muitos filhos de Deus reconhecem que erraram, mas muito poucos conseguem evitar o erro antes de acontecer porque não fazem uso contínuo da mente de Cristo.

        Maturidade cristã é quando alcançamos o ponto de seguir a Palavra de Deus naturalmente assim como o ar que respiramos, sem pensar muito no assunto. Para isso, precisamos exercitar o fruto do Espírito Santo de Gálatas 5:22: “Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade,  bondade, fé, mansidão, temperança”. Maturidade é quando buscamos cada um desses frutos no nosso dia a dia, nos nossos negócios, nos nossos relacionamentos, nas nossas decisões.

 

Rômulo Weden Ribeiro