Ele não Está Aqui, Porque Já Ressuscitou!

ELE NÃO ESTÁ AQUI, PORQUE JÁ RESSUSCITOU!

 

        A narrativa oficial é a de que Jesus nunca ressuscitou, mas o Seu corpo fora roubado pelos discípulos enquanto os soldados romanos dormiam (Mateus 28:6-15). Primeiramente, os soldados romanos nunca dormiam em serviço e eles estavam vigiando o túmulo de Jesus justamente para que ninguém pudesse removê-lo daquele local (Mateus 27:64). Mas a narrativa oficial de Roma e de Israel foi mais crível que o testemunho de 500 ou mais pessoas que viram o Cristo ressurreto.  

        Contra a narrativa oficial existe apenas a onisciência de Deus. Depois da inauguração da Igreja e com a descida do Espírito Santo, Pedro pregou sobre a morte, sepultamento e ressurreição de Cristo e cerca de três mil almas se converteram no mesmo dia. Em seguida, mais cinco mil pessoas aceitaram a Cristo e, a partir deste momento, o livro de Atos cessou de fazer as contas. A mentira dos fariseus e dos romanos foi contra-atacada com a pregação do Evangelho assim como precisamos fazer em relação a qualquer mentira que é patrocinada nos dias de hoje. Jesus disse: “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” (João 8:32). Pilatos perguntou o que seria a verdade, mas, antes de ouvir a resposta, ele virou as costas e foi embora.

        Até hoje, a grande maioria de judeus acredita na versão oficial defendida pelos líderes da nação daquela época, mas como a história é sempre contada pelos vencedores, o Novo Testamento existe para provar que Jesus Cristo veio ao mundo, morreu pelos nossos pecados, e ressuscitou ao terceiro dia. Infelizmente, há quem prefira acreditar que soldados romanos, obedientes e bem treinados, estavam dormindo enquanto alguns discípulos travessos roubavam um cadáver debaixo do nariz de cada um deles. A versão oficial era e ainda é mais fácil de ser aceita, pois representa status intelectual. A ciência jamais admitiria a ressurreição de um corpo no terceiro dia de putrefação; porém, o corpo de Jesus jamais se degenerou. Ao contrário, as feridas causadas no Calvário foram regeneradas e o corpo dEle, glorificado.

        Apesar da versão oficial do governo e da grande mídia daqueles dias, “Vinde, vede o lugar onde o Senhor jazia” (Mateus 28:6). Ele ressuscitou!

 

FELIZ PÁSCOA!